Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Dando continuidade ao assunto da depreciação tecnológica causada pelo aumento do dólar comentada no post:

A depreciação tecnológica causada por um dólar mais alto no Brasil e como isso afeta os negócios

Eu sempre achei que programas CAD como o Autocad ou SolidWorks, além de serem pouco acessíveis, já que o preço deles acompanha a cotação do dólar (muita gente acaba recorrendo a pirataria para ter acesso, algo que sou totalmente contra), são muito pesados e requerem uma máquina bem parruda.

Eis que nesse contexto surge o LibreCAD, uma alternativa livre e muito mais leve aos programas citados.

A primeira preocupação que vem à cabeça é se o Autocad abrirá os arquivos do LibreCAD ou vice-versa. 

 

Compatibilidade com os arquivos .DXF

 

Quanto a essa preocupação a solução é salvar os arquivos tanto do Autocad quanto do LibreCAD em ".dxf". O DXF, Drawing Exchange Format, segundo o Wikipédia, é um arquivo de intercâmbio para modelos de CAD. Em sua maioria os profissionais de AutoCAD utilizam o formato DWG com maior frequência, mas o DXF também é aceito pelo programa, que também pode ser aberto por programas como Adobe Illustrator, Corel Draw, InkScape, LibreCAD, entre outros.

Então, quanto a essa compatibilidade, eu fico despreocupado e nunca tive problemas em relação a isso.

Vamos seguir então para etapa de instalação:

 

 Instalação do LibreCAD no Linux Mint 17.3 Rosa

 

Eu uso o Linux Mint desde a versão 17.1 tanto no meu desktop, quanto no meu notebook.

A instalação foi bem tranquila para mim. Veja os procedimentos:

1 - Adicione o repositório do LibreCAD no linux com o comando no terminal:

sudo add-apt-repository ppa:librecad-dev/librecad-stable

2 - No terminal digite para atualizar os repositórios:

sudo apt-get update

3 - E, finalmente, instale o programa após atualização dos repositórios:

sudo apt-get install librecad

 

O que mais se pode estranhar num primeiro momento? 

 

Coordenada Absoluta

 Na coordenada absoluta, você faz o desenho especificando pontos como se estivesse num eixo cartesiano.

Assim, para fazer um retângulo 40x20, eu iria no menu "desenhar --> linha --> 2 pontos". No momento em que se clica no ícone 2 pontos, a janela de comando pede para que se especifique o primeiro ponto. Na coordenada absoluta, a janela de comando recebe os comandos:

0,0
0,20
40,20
40,0
0,0

E para finalizar o retângulo, basta apenas apertar a tecla "Esc" no teclado.

Coordenada Relativa

Na coordenada relativa, basta apenas especificar o primeiro ponto (geralmente a origem em (0,0) ) , depois seguir com o comando @0,20 ou @20,0 se quiser uma linha vertical de 20 cm ou uma linha horizontal de 20 cm, respectivamente.

Assim, para o exemplo do nosso retângulo, temos nossa janela de comando com:

(0,0)
@0,20
@40,0
@0,-20
@-40,0

E temos então o retângulo feito com coordenadas relativas.

Cotas

A cota também é um pouco diferente do que estava acostumado no AutoCAD. Com o nosso retângulo pronto, recomenda-se criar uma nova camada que se chamará cotas. Definida a cor magenta para essa camada. Assim nossa cota terá uma cor diferente do retângulo desenhado.

Após criar a nova camada vá em "cota --> alinhada"

Digite na linha de comando o primeiro ponto e o segundo ponto e , após, especifique a distância da linha cota.

Aqui, minha linha de comando para cota ficou:


0,0
40,0
@0,-5 --> Para dar uma distância de 5 unidades da linha de cota.

E o nosso desenho fica assim.

 

 

Por enquanto, isso é tudo pessoal.

Farei um vídeo posteriormente dando dicas sobre o programa.

Darei continuidade num próximo post de como fazer uma planta-baixa no LibreCAD.

Grande Abraço a todos,

Wendel.

{jcomments on}