Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Pergunta:

Prezado, encontrei seu site no google. Ocorre que, realizei o aumento de carga de monofásico para trifásico do meu apartamento.

Conscientemente, no mês de março não veio minha conta, onde eu questionei.

Não houve solução e novamente em abril não veio minha conta, onde houve nova reclamação.

Depois de uns dias, verifiquei no site, nesta data, e constava a conta de abril e não a de março.

Misteriosamente a conta de março veio mais cara do que fevereiro, sendo que reduzimos mto o consumo.

Observando a conta verifiquei que novamente, uma surpresa, a medição veio de março 671 e abril 672, diferença de 1 kWh.

Meses este que quase não usamos o ar.

Indica ainda o consumo de abril com inacreditáveis 1038 kWh, nunca houve tamanho consumo.

Ou seja, vou ter que parar de usar tudo dente de casa pelo jeito pq esta inviável.

Como poderia me ajudar junto à concessionária

Att,
Sr. R (O nome está oculto para garantir privacidade e evitar exposição do requerente)

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa

Durante o dimensionamento de uma instalação elétrica, deve-se calcular as correntes que irão percorrer cada circuito com vista a dimensionar a bitola do condutor de acordo com critérios como ampacidade, queda de tensão, fator de correção por agrupamento e temperatura, dentro outros aspectos previstos em norma técnica.

A pergunta que se faz da ligação acima é:

Qual o valor da corrente nominal (In) que passa pelo circuito de um chuveiro de 4400W no quadro de disjuntores (QGD ou QDL) da figura acima?

(A) 20A ou
(B) 17,32 A?

A maioria dos colegas engenheiros deu risada quando fiz essa pergunta capciosa para eles. No entanto, o assunto é realmente sério.

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

A presente falha ocorreu no raiar da noite, fora do horário comercial, numa ligação telefônica de emergência endereçada a mim. A descrição do cliente era que o disjuntor geral estava desarmando e que, por isso, sua casa estava sem energia. Que já havia trocado o disjuntor e o problema continuava. No entanto, era intermitente. A avaria acontecia às vezes de hora em hora, a cada 5 minutos. Variava. Porém cada vez tornava-se mais constante o fato.

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Se você está tentando obter uma tensão diferente da encontrada em sua instalação elétrica para um equipamento específico saiba que é cada vez mais usual o uso do autotransformador de força.

A aplicação deste equipamento está diretamente relacionada a diminuição de seu custo de aquisição no mercado nos últimos anos. Em algumas ocasiões, torna-se injustificável uma grande obra de recomposição da infraestrutura presente para se obter diferentes tensões em uma única tomada.

Em uso residencial, sua principal aplicação está na mudança de 127V para 220V na aplicação em condicionadores de ar do tipo split, geladeiras, frigobar, grill, fornos com grill, churrasqueira elétrica, furadeiras e outras ferramentas.

Do ponto de vista técnico, faz-se uso do bom senso na recomendação deste equipamento para avaliações específicas. O ponto negativo, em seu uso, está na composição visual, ou seja, ele não é muito bonito e ocupa espaço. Se houver falha em seu dimensionamento, pode apresentar ruído e aquecimento anormal quando exposto a cargas específicas de potência maior que a suportada pelo autotrafo.

Além disso, a exposição a cargas maiores que a capacidade suportada inevitavelmente levará a redução da vida útil ou mesmo queima do equipamento podendo, inclusive, causar acidentes e induzir a pequenos incêndios, se usado de forma inadequada.

Portanto, é de responsabilidade do bom profissional atuar em seu adequado dimensionamento e informar a seu cliente que a solução do autotransformador não é definiva caso haja previsão de usar forro ou outro tipo de material inflamável para tentar escondê-lo.

Se a solução visual do autotransformador incomoda o cliente, é melhor de fato não usá-lo do que fazer "gambiarras" para escondê-lo depois.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Quando falamos em mercado de iluminação, é impossível não falar numa tendência que tenho observado ultimamente como prestador de serviços elétricos. Essa tendência é da compra de luminárias com modelos e formas dos mais diversos possíveis.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Uma empresa irlandesa entitulada "Nines Photovoltaics (Nines PV)" inventou um novo processo de produção que pode reduzir siginificativamente o custo de produção de células solares.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Em 2001, a partir de princípios e tecnologias da época, a publicação "Atlas do potencial eólico brasileiro" estimou que o potencial eólico brasileiro era de 143 GW, o que quer dizer que temos um potencial eólico equivalente a 11 usinas de Itaipu.

Cerca de 15 anos depois, a tecnologia e o know-how por trás da energia eólica evoluiu muito e acabou mostrando que a energia eólica é uma forma de energia alternativa e limpa, com custos de instalação e implementação caindo ano após ano (conforme a tecnologia amadurece cada vez mais).