Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

No artigo "Mineração de Criptomoedas com apenas um clique e o custo disso no Brasil", chegamos a conclusão que a energia elétrica no Brasil está bem cara em relação a muitos outros países do mundo, o que acaba tornando muitas vezes inviáveis os empreendimentos que dependam da competitividade do preço da energia para poder competir no mercado como é o caso da indústria (pequena e média indústria em ambiente regulado), das fazendas de mineração de criptomoedas e também como é o caso de datacenters / computação em nuvem. Na ocasião, concluímos que a energia no Brasil, em ambiente regulado, chega a custar até 250% mais cara que em países com preços mais competitivos (leia o artigo, se quiser saber mais).

Muitas criptomoedas são mineradas via GPU, ou seja, por meio do uso de placas de vídeo. Além disso, apesar dos processadores atuais terem melhorado muito sua performance gráfica, alguns softwares e jogos ainda exigem uma placa gráfica para poder melhorar a performance do seu computador como um todo. O trabalho com a edição de vídeos, muito popular na era Youtube, também pode exigir uma boa placa gráfica. Digamos que ao sair um pouco do uso básico do computador, a demanda de placas gráficas aumentam e, por isso, ainda não se tornaram obsoletas como muitos outros componentes do computador já foram.

O custo para se obter um melhor desempenho em aplicações gráficas como um todo é o preço de aquisição da placa de vídeo, que neste momento está um pouco mais acessível por conta do dólar mais baixo (cotação: R$ 3,20), além do acréscimo de consumo na conta de energia no final do mês.

Se você usa pouco, ou só tem um computador em casa, essa análise é pouco preciosa para você. No entanto, para heavy users, mineradores, programadores e usuários de aplicações gráficas, lan houses, entre outros campos de aplicação, nossa análise de hoje pode representar maior lucro, competitividade e produtividade no fim do mês para você.

Classificação das placas de vídeo por consumo de energia

Atualmente, há diversas placas vídeo que atendem a diversos segmentos. O consumo também varia e muito. Classificaremos as placas por faixas de potência de consumo em watts, unidade que está intimamente relacionada aos seus kWh da conta de energia elétrica no fim do mês. Em resumo, bem básico, quanto menor a potência da placa, menor o consumo de energia. Ao ser selecionada a placa com menos watts de potência, deve-se verificar se a mesma atende suas necessidades de aplicação. A relação com maior custo benefício, e, portanto, a placa com maior eficiência energética será quando encontrarmos a placa de vídeo de menor potência com um desempenho satisfatório para sua aplicação. Isso é chamado de performance por watt (performance / watt).

Existem dois critérios principais com relação a potência (em watts) das placas de vídeo e sua dinâmica.

O primeiro critério é o "Idle Power Consumption" ("Consumo de potência com a placa ociosa") e o segundo é o "Load Power Consuption" ("Consumo de potência com a placa em carga"). É algo racional esperar que com a placa de vídeo sendo exigida, o consumo de energia aumente para atender a demanda e capacidade de processamento da placa. Portanto, são feitos dois testes, que é bom português é o consumo da placa sendo pouco exigida (ociosa), e o consumo da placa sendo muito exigida (em carga).


Idle Power Consumption ("Consumo de potência com a placa ociosa"):

Posição Placa de Vídeo Idle Power Consumption
1º Lugar Nvidia GeForce GTX 780 62W
2º Lugar XFX Radeon R9 280X 79W
3° Lugar Nvidia GeForce GTX 780 Ti 80W
4º Lugar AMD Radeon R9 290 87W
5º Lugar Nvidia GeForce GT 440 101W


Load Power Consuption ("Consumo de potência com a placa em carga"):

Posição Placa de Vídeo Load Power Consumption
1º Lugar Leadtek Geforce GT 640 208W
2º Lugar Nvidia Geforce GT 440 208W
3° Lugar Nvidia Geforce GT 240 215W
4º Lugar AMD Radeon 7750 216W
5º Lugar AMD Radeon 6670 220W

Você pode consultar outras placas em "www.gpuboss.com".

Qual a melhor?

No fim das contas, não adianta nada ter uma placa de vídeo que consome pouco, mas que não tenha uma boa performance. Por isso, o indicador mais precioso nesse momento é o "performance por watt".
E você deve estar se perguntando: "ora bolas, porque ele não foi direto para esse indicador?"

É simples, o indicador "performance per power" é muito subjetivo. Performance em relação a que? Qual o parâmetro definido para a medição?
Geralmente parâmetros de performance razoáveis são FLOPS, MIPS ou pontuações relacionadas a qualquer tipo de Benchmark, tal como o Minergate Benchmark, entre outros softwares para esse tipo de medição de desempenho.

Portanto, esteja sempre relacionando os indicadores performance por watt, "Idle Power Consumption" e "Load Power Consuption" na sua escolha final, ok?

Das 9 placas vistas anteriormente, considerando o indicador "potência por watt", as melhores são:

Posição Placa de Vídeo Pontuação
1º Lugar AMD Radeon HD 7750 9.3
2º Lugar Geforce GTX 780 Ti 8.5
3° Lugar Leadtek GeForce GT 640 8.0
4º Lugar Nvidia GeForce GT 240 7.9
5º Lugar AMD Radeon HD 6670 7.9
6º Lugar Radeon R9 280X 7.6
7º Lugar Nvidia GeForce GT 440 7.5
8º Lugar Geforce GTX 780 7.1
9º Lugar Radeon R9 290 5.6

Dados retirados de "www.gpuboss.com".

Enfim, tudo depende da sua aplicação. Minha relação e fonte de estudo com placas de vídeos atendem a dois interesses. O primeiro é com desenhos em CAD que preciso fazer como fonte do meu trabalho (Planta Baixa, Planta Elétrica, diagramas unifilares, etc). O segundo tem relação direta com o estudo do hashpower/watt aplicados a mineração de criptomoedas. Em vista disso, e em amor ao meu suado dinheirinho, eu escolheria a placa Radeon HD 7750 1 GB GDDR5, porque estou inserido no grupo intermediário, ou seja, aqueles que não conseguem viver sem placa de vídeo, mas não jogam games e não querem gastar muito com uma placa. Apesar da Radeon HD 7750 ser uma placa lançada em 2012, a AMD garantiu compatibilidade com o Direct X 12 , no caso de você gostar de uns joguinhos, mas como eu disse, não é meu caso.

 


Qual placa você escolheria? Para qual aplicação?

Deixe nos comentários. O bate-papo é nosso.

Grande Abraço,
Wendel (@wendelrj).

Referência Bibliográficas:

CPU Boss

http://www.realhardtechx.com/index_archivos/Page362.htm

https://forum-en.msi.com/faq/article/printer/power-requirements-for-graphics-cards

http://www.tomshardware.com/reviews/graphics-card-power-supply-balance,3979-2.html